11 de julho de 2011

Benefísios Físicos



Melhora no equilíbrio
Com o deslocamento do cavalo ao passo, o praticante é constantemente submetido a um movimento que faz com que os músculos se contraiam e relaxem de acordo com o movimento tridimensional. O cavalo esta sempre desequilibrando o praticante, deslocando a cabeça para os lados, troca a pata de apoio, abaixa e alonga o pescoço entre outros. E com isso, o praticante automaticamente, procura seu ponto de equilíbrio. Seu corpo é constantemente retirado do eixo gravitacional do cavalo (de seu ponto de equilíbrio), fazendo com que ele procure esse eixo e retorne a posição correta.

Coordenação motora
O movimento tridimensional provoca um ajuste contínuo entre a musculatura agonista e antagonista. O praticante realiza uma variedade de movimentos combinados entre membros superiores, tronco e membros inferiores. Além desses movimentos impostos pelo cavalo, o terapeuta também pode realizar exercícios específicos para a coordenação motora, aumentando o grau de dificuldade, quando houver necessidade.
(O uso de prendedores de cabelo para estimular a coordenação motor fina)

Melhora na postura
Montar a cavalo requer coordenação e equilíbrio, a fim de obter respostas do cavalo e um feedback para o praticante. Em conseqüências, teremos automaticamente a melhora postural do praticante. Através das atividades propostas pelo terapeuta, conseguimos estimular também a postura. É estimulado os sistemas proprioceptivos, vestibular e sensomotor.

Adequação do tônus muscular – relaxamento ou aumento do tônus
O movimento rítmico, lento, uniforme e constante do cavalo provoca no praticante um embalo relaxante e adormecedor, estimulando uma diminuição no nível tônico muscular. O ambiente em eu o praticante se encontra, por ser diferente e extremamente agradável, também contribui para um relaxamento geral. O calor do corpo do cavalo ajuda no relaxamento, especialmente das pernas. Assim, a espasticidade, por exemplo, é diminuída com o movimento rítmico do cavalo.
O aumento do tônus é obtido pelas informações dadas pelo trote, por ser um movimento vertical e saltitante ou pelo passo alongado, que determinam uma ação reflexógena muito estimulante, favorecendo o aumento do tônus muscular.
Combinar os exercícios com a respiração melhora a tonicidade.

Alongamento e flexibilidade muscular
Desde o momento da subida ate a descida, passando pelo sentar sobre o cavalo, a montaria estimula o alongamento e a flexibilidade de diversos grupos musculares, a começar pelos adutores e abdutores da coxa. A flexão para frente, a partir do quadril, favorece o desbloqueio da cintura pélvica e o alongamento da musculatura posterior do tronco. A gravidade ajuda a alongar os músculos da panturrilha, quando o cavaleiro monta utilizando estribos. Montar com estribos, em alguns casos, ajuda a esticar os tendões do calcanhar. Os músculos do abdômen e costas são alongados quando o cavaleiro é estimulado a manter-se de pé durante o movimento do cavalo, ou quando for solicitado a encostar a mão na orelha do cavalo, por exemplo. Braços e músculos da mão são esticados como parte da rotina de exercícios no cavalo e com o auxílio do uso das rédeas. Todos os exercícios têm a finalidade de tornar o corpo mais flexível e alongado, buscando sempre interação com o equilíbrio, coordenação e correção postural.

Dissociação de movimentos
Durante toda a sessão, o movimento do cavalo provoca no praticante a dissociação de cintura escapular e pélvica. Terapeutas tbm buscam, através de exercícios direcionados, estimular ainda amais a dissociação. Podemos realizar movimentos combinados entre membros superiores e inferiores.

Consciência corporal: esquema e imagem corporal
A criança percebe seu próprio corpo por meio de todos os sentidos. O praticante quando sentado sobre o cavalo, recebe novas informações , diferentes da habituais do posição de pé, sobre os pés. Essas informações proprioceptivas novas, determinadas pelo passo do cavalo, permitem a criação de esquemas motores novos. Quando se olha no espelho em cima do cavalo, quando vê o cavaleiro do lado e percebe eu ele também é um.

Interação dos sentidos:
Os sistemas visual, oral, auditivo, tátil, proprioceptivo, vestibular e nutritivo são todos sistematicamente estimulados na equoterapia. As informações obtidas pela visão sobre o cavalo são importantes para o praticante, pois ele não vê o espaço e os objetos da mesma forma que do chão, seu olhar vai mais longe, passando a ter uma noção diferente do mundo que o cerca.
Os muitos sons do local ajudam a desenvolver o sistema auditivo. Há uma variedade de barulhos que atingem o ouvido do praticante, como a voz do terapeuta que esta no picadeiro, o som das batidas dos cascos do cavalo, o som da natureza, o cantar dos passarinhos, latido do cachorro, entre outros. Além disso, o sistema vestibular também é estimulado pelo movimento do cavalo, pelas mudanças de direção e postura e pela velocidade da andadura do cavalo.
Quanto às informações olfativas, elas vêem em função do próprio cavalo e da disposição e condição dos lugares freqüentados, responsáveis pelos cheiros existentes nos estábulos e instalações.
Montar estimula o sentido tátil, por exemplo, a percepção da textura dos arreios, da crina do cavalo, das diferentes texturas e da temperatura do corpo do animal e dos estímulos internos.

Função Intelectiva (cognição):
Por meio das atividades propostas pelo terapeuta podemos estimular a memória (visual, auditiva, cinestésica) atenção (visual e auditiva), concentração, organização e orientação espacial e temporal, ritmo, lateralidade, direção, analise e síntese, associação de idéias, figura-fundo, raciocínio lógico, compreensão, seqüência lógica, organização de pensamento, cor, forma.

Melhora do apetite, digestão e deglutição:
Assim como todas as formas de exercícios, montar o apetite. O trato intestinal, aumenta a digestão eficiente. O impacto dos músculos na cavidade oral, juntamente com a adequação postural, melhora os padrões de deglutição e do controle da sialorréia.     

Ganhos obtidos para as AVD’s
Aumento das habilidades que levam a melhoria nas avd’s, tais como vestir-se, amarrar o cadarço do sapato, escovar os dentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário