13 de março de 2013

Aparência não importa não!

Quem aí não lembra de um humilde pangaré?
Mas afinal, ser humilde e um fiel companheiro valia muito mais que sua aparência (longe de ser a mais bela).

"Eu tenho um cavalo que se chama Frankstein
Tão feio, mas tão mansinho que eu assobio e ele vem
Tem o rabo arrepiado, mais parece um espanador
E uma orelha grande grande, maior que um abanador
É manco de uma pata e pode ver com um olho só
De verdade ele é tão feio de dar dó
Mas não importa não, mas não importa não
Para mim, para mim ele é um campeão
Mas não importa não, não importa não
Eu tenho o Frankstein dentro do meu coração."

Nenhum comentário:

Postar um comentário