14 de março de 2013

Como os cavalos enxergam

   A maneira como o cavalo vê é bem diferente da percepção visual humana. Primeiramente levemos em conta o posicionamento dos olhos do cavalo na cabeça. O cavalo é um herbívoro de presa, portanto é um animal que necessita ter um amplo campo de visão para poder fugir. Isso foi resolvido com a colocação dos olhos lateralmente na cabeça, que permitem ao cavalo uma visão binocular (olhando diretamente para frente) de 70 graus como a do humano, e mais uma visão lateral de 215 graus de cada lado!O que significa que um cavalo pode ver alguém atrás dele até a altura da anca SEM virar a cabeça. 
   Entretanto, quando o cavalo está a olhar para os lados ou para trás, ele não pode olhar para a frente. Por essa razão, cavalos que prestam atenção ao movimento que os rodeia não cumprem seu trabalho corretamente na pista.
   Os pontos cegos onde o cavalo não pode ver são exatamente entre os olhos e exatamente atrás da garupa, razão porque muitos cavalos mansos acabam a dar coices, pois simplesmente não viram o que estava atrás deles e têm o instinto de se defenderam de um possível predador.

   O segundo tópico que diferencia nossa visão do equino é com relação à acomodação do cristalino. No ser humano, o cristalino, que é a lente que permite a visão, é fixado no olho por um grupo de músculos que ao contrair ou relaxar permitem o foco das coisas próximas ou distantes do seu campo de visão. No cavalo esses músculos não existem. 
    Então como o cavalo foca objetos distantes ou próximos? 
O olho do cavalo não é totalmente esférico e o cristalino do cavalo está colocado em posição fixa, mas INCLINADA em relação ao eixo do olho. Isso permite que o cavalo possa focar objetos próximos (o alimento) abaixando a cabeça, e os distantes (você a chegar ao longe) levantando a cabeça! Tenha isso em mente na próxima vez que travar a cabeça do seu cavalo com rédeas restritivas, como as alemãs, ou não permitir ao seu cavalo abaixar a cabeça para ver o obstáculo que ele está abordando.

   Em terceiro lugar temos o eternamente discutido tópico: os cavalos vêm a cores ou não? Primeiramente devemos esclarecer que para que um animal possa ver como nós, ele deve possuir na sua retina (no fundo do olho) dois tipos de sensores: bastonetes, responsáveis pela visão noturna e pela sensação de claro e escuro, e os cones, responsáveis pela visão diurna e pela distinção das cores, que no homem são de três tipos. Durante anos os pesquisadores afirmaram veementemente que os cavalos não poderiam ver colorido pela falta de total de cones. Entretanto, uma pesquisa do ano de 2002 da Universidade de Wisconsin (USA), provou que os cavalos possuem, em muito menor quantidade que o homem, 2 tipos de cones: para a visão do espectro do vermelho e do azul. E mesmo essas cores são percebidas diferentemente em relação à nossa visão.

  Nesta mesma pesquisa, também foi confirmado que em função de possuir muito maior quantidade de bastonetes que o ser humano, o cavalo enxerga muito melhor que o homem no escuro. As últimas diferenças importantes entre a visão do cavalo e a do homem estão ainda na percepção nos detalhes, que é bem maior no homem do que no cavalo, ou seja, de longe o cavalo vê como uma pessoa míope e reconhece o dono mais pela voz, passadas e por movimentos típicos de cada um do que pela visão. O outro ponto é o tempo de acomodação da retina em ambientes claros e escuros. O homem consegue acomodar a visão da luz para a escuridão e vice-versa em menos de 2 seg., enquanto que o cavalo levai mais de 6 seg. para conseguir enxergar com nitidez. 

Adaptação: Dra Adriana Busato, Médica Veterinária/ Publicado por: Daniela Pustiglione/Fórum Equestre AlenTrens

2 comentários:

  1. aloooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo e valeu isso vai me ajudar em um trabalho

    ResponderExcluir
  2. Adorei sempre pesquiso sobre o cavalo! Parabéns

    ResponderExcluir