3 de maio de 2013

E o que tem a ver a Fonoaudiologia com a equoterapia?


Aproveitando o cavalo e o ambiente terapêutico diferenciado, o fonoaudiólogo trabalha desde o aumento do vocabulário até, em casos mais graves, gestos comunicativos.
Para que ocorra a produção da fala também é necessário a adequação do tônus postural, ritmo, posicionamento correto de cabeça e corpo, sem esquecer a importância da coordenação fono-respiratória. E é o movimento tridimensional que o cavalo produz que influenciará diretamente nestes músculos, controlando a postural, os músculos da cavidade oral, os músculos da laringe e a respiração.

Informações: Karina Cury C. Macedo é Fonoaudióloga,
Instrutora de Equitação e Equoterapeuta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário