4 de junho de 2013

Equoterapeuta: profissão reconhecida

Em fevereiro, o Ministério do Trabalho reconheceu a profissão de Equoterapeuta, agora classificada no Código Brasileiro de Ocupações com o código 2263-15. 

O MTE (Ministério do Trabalho e Emprego) adicionou 56 ocupações à Classificação Brasileira de Ocupações, que é o reconhecimento de uma categoria por parte do governo -não significa que a profissão seja regulamentada, mas, sim, que o profissional pode ser enquadrado como uma dessas ocupações ao declarar o Imposto de Renda ou ao receber o seguro-desemprego, por exemplo.

Em nota, Rodolfo Torelly, diretor do Departamento de Empregos e Salários do MTE, afirmou que com esse documento, os trabalhadores "sentem-se amparados e valorizados", já que a inclusão da ocupação dá visibilidade às categorias profissionais.


Entre as novidades, há equoterapeutas, auxiliar de estoque, diretor criativo, quiropraxista, sommelier (garçon de vinhos), barista, balconista e outras. As categorias de ocupações também são utilizadas para documentos do governo como a Rais (Relação Anual de Informações Sociais) e na elaboração de políticas públicas. 

Fonte: Folha de S.Paulo/UOL


Nenhum comentário:

Postar um comentário