20 de julho de 2013

Autista de três anos pinta quadros valiosos

A pequena Iris Grace Halmshaw, uma menina inglesa residente em Leicestershire, está impressionando o mundo com os seus quadros, que têm sido vendidos por valores que já chegaram às 1.500 libras cada (cerca de 1.750 euros).
Com apenas três anos, embora ainda não saiba falar, tem um talento extraordinário para se expressar por meio da pintura.



"Começamos a encorajá-la a pintar para ajudá-la na terapia da fala e na concentração, mas percebemos que ela é realmente talentosa e consegue manter-se focada em cada obra durante um período de tempo incrível de aproximadamente duas horas", explicam os pais, Arabella Carter-Johnson e Peter-Jon Halmshaw, no siteSite externo. criado para divulgar as pinturas da menina.



"Decidimos partilhar a arte dela como forma de chamar a atenção para a sua condição de autista e para inspirar outras famílias na mesma situação, porque o autismo afeta, atualmente, cerca de 100 mil crianças no Reino Unido e os números continuam crescendo", acrescentam os progenitores.

Quando o fizeram, porém, Arabella e Peter-Jon não esperavam uma reação tão calorosa às obras da filha. A página dela no Facebook já ultrapassou os 6 mil fãs e, de acordo com o jornal britânico, um colecionador privado acaba de comprar dois dos seus trabalhos originais por 1.500 libras (cerca de 1.750 euros) cada.

Além disso, os quadros estão a venda por, aproximadamente, 295 libras (aproximadamente 300 euros). Há planos de uma exibição a título individual em Londres, que seguirá um leilão dos quadros.
Todos os lucros das vendas revertem para a compra de mais materiais de pintura e para o pagamento das sessões de terapia da menina.

"Nós preparamos as tintas, ela escolhe aquelas que quer usar e, quando precisa de mais, pede. O autismo fez com que desenvolvesse uma forma de pintar que nunca vimos numa criança da idade dela", afirmam os pais, orgulhosos, salientando que a menina tem uma grande compreensão "das cores e de como elas interagem entre si".

"Ela ilumina-se com entusiasmo e felicidade quando apresentamos os quadros ao mundo, isso a deixa sempre mais animada. A Iris encontrou uma forma de se expressar que é tão bonita que queremos partilhá-la", continuam os pais.

Grandes progressos

Iris foi diagnosticada com autismo em 2011 e, desde então, tem feito enormes progressos. "Com a ajuda dos especialistas melhorou muito em um curto espaço de tempo", garantem Arabella e Peter-Jon, que contam que a filha adora a natureza, livros, fotografias, dançar em bicos de pés e que segura sempre algo na mão esquerda.

"Ela costumava perder-se nos livros, raramente estabelecia contato visual. Não queria nem sabia brincar conosco e ficava desesperada quando ficava perto de outras crianças. Agora brinca, comunica por meio dos próprios sinais e dorme muito melhor", congratulam-se ambos.

"Ainda temos um longo caminho a percorrer no que toca às competências sociais e à fala, mas estamos com bons dias. Uma das atividades favoritas dela é pintar", concluem os pais, que acreditam que a expressão dos sentimentos da menina pela arte tem ajudado o progresso de Iris.

Foto: Iris Grace Painting/Fonte: Boas Notícias via Vida Mais Livre

Nenhum comentário:

Postar um comentário