27 de julho de 2013

Sucesso nas telinhas

Cada vez mais jovens atores com síndrome de Down têm conseguido papéis de destaque na televisão, teatro e cinema. Um dos casos mais famosos é o da atriz americana Lauren Potter, de 21 anos, que interpreta uma animadora de torcida no seriado Glee, da TV americana. A atriz sobressaiu tanto que, em fevereiro desse ano, foi chamada por Barack Obama para ser assessora para assuntos relacionados à deficiência intelectual. 

No Brasil, a atriz mirim Joana Mocarzel encantou como a Clara, da novela Páginas da Vida, em 2007. No mesmo ano, Joana ganhou o prêmio de atriz mirim, promovido pela Contigo, e recebeu uma homenagem no Senado Federal, no dia Internacional da Síndrome de Down.


E, felizmente, essas conquistas não são tão recentes. Em 1996, o ator Pascal Duquenne ganhou o prêmio de Melhor Ator em Cannes pela sua atuação no filme O Oitavo Dia, de Jaco Dormael. O filme conta a história de Harry, um homem bem-sucedido nos negócios, mas com dificuldades de relacionamento com a família. Harry quase atropela Georges, que tem síndrome de Down, e os dois acabam se tornando grandes amigos, o que muda para sempre a vida de Harry.

Neste ano, estreiou o filme Os Colegas, de Marcelo Galvão. O longa conta a história de três amigos com síndrome de Down: Stalone, Aninha e Márcio. Os três fogem no carro do jardineiro (Lima Duarte) em busca de seus sonhos: Stalone quer ver o mar, Marcio quer voar e Aninha busca um marido. O personagem Marcio é interpretado por Breno Viola, de 31 anos, que foi o primeiro faixa preta de judô com síndrome de Down nas Américas.

Conheça mais filmes com atores que tem SD

- Do luto à Luta, 2005, de Evaldo Mocarzel. Documentário sobre como os pais recebem a notícia da Síndrome de Down.

- Leon y Olvido, 2004, de Xavier Bermúdez. Olvido é uma mulher de 21 anos e Leon, seu irmão, tem síndrome de Down. Os dois ficaram órfãos e começam a enfrentar problemas de relacionamento, porque começam a ter interesses muito diferentes.

- Sem medo da vida, 2001, de Annette Carducci. O filme relata a vida de uma psicóloga que, após ser abandonada pelo marido, decide desvendar seu passado amoroso na companhia de seu neto de seis anos, que tem a trissomia.

- Nós sempre o amaremos, 1997, de Michael Katleman. Casal tem filhos gêmeos, um deles com síndrome de Down, e resolve entregá-lo para a adoção. A avó não concorda e entra na justiça para conquistar a guarda da criança.

Fonte: Movimento Down
http://www.movimentodown.org.br/down-por-ai/filmes/#sthash.mf50oaAL.dpuf

Nenhum comentário:

Postar um comentário