18 de novembro de 2013

Banho no Cavalo

   O banho ideal dura em média de 15 a 20 minutos. Antes de começar o banho, verifique a transpiração e a respiração do animal. Estes dois fatores devem estar normais, caso contrário, o contato da água fria com o corpo do cavalo, pode causar um choque térmico.Comece sempre de baixo para cima. Molhe bem as patas, passe para as pernas, e depois, bem devagar, molhe a barriga em toda sua extensão. Agora é a vez das partes sexuais.

   Suba o esguicho para a garupa e siga vagarosamente em direção à cernelha.Depois de molhar o pescoço, passe para a cabeça. É indispensável limpar o focinho, o chanfro e a ganacha muito suavemente. Se o cavalo não permitir que você use a escova, tente uma esponja ou use simplesmente as mãos.

   Para lavar a cabeça do animal, diminua a pressão da água. Deixe a água escorrer entre as orelhas. Se o animal estiver assustado, deixe ele olhar a ducha por algum tempo.As orelhas não podem ser lavadas internamente, por isso tome cuidado com o esguicho. Use um chumaço de algodão e um pouquinho de óleo para remover a cera. Não jogue água nas narinas. Use uma esponja macia ou simplesmente a mão.

   Lavar com água e xampu pode por vezes ser necessário. Apesar de ser só aconselhado no Verão, os cavalos de competição costumam ser submetidos a banhos mais regularmente. Quando escolhe lavar a pelagem ou até mesmo o corpo do cavalo, deve escolher um sítio com chão em cimento ou pelo menos que não se torne lama, quando a água começar a cair.
Prepara-se para ficar bastante molhado, por isso não use a roupa que usaria apenas para escovar o animal. Coloque umas luvas de borracha para proteger as mãos.

   A crina e a cauda do cavalo podem ter de ser lavadas quando a pelagem estiver gordurosa e o tempo estiver quente. Existem diversos produtos específicos para cavalos, incluindo xampus com repelentes de insectos. Para lavar a crina, passe com uma esponja molhada em água morna sobre o pêlo. Aplique o champô com cuidado, para que não molhe os olhos ou as orelhas. Comece a trabalhar no topo da crina e vá descendo. Aplique também amaciador próprio, se pretender obter um melhor resultado. Por fim, retire o excesso com água morna. Seque a crina com uma toalha e limpe também as zonas que foram molhadas, como as espáduas.

   Para lavar a cauda utilize também um champô específico e humedeça a cauda com água morna. Se desejar, aplique amaciador. Depois, escove os pêlos com uma cardoa. Sacuda a cauda para retirar o excesso de água e enxugue com uma toalha. Para obter melhores resultados pode ligar a cauda com uma ligadura seca.

   Só deve ser dado banho ao cavalo como último recurso. A pele demora dias a repor os óleos que a protegem, fazendo com o cavalo esteja mais vulnerável ao frio e chuva. Contudo, se achar necessário limpar o cavalo com água, pode-lhe dar banho se os dias estiverem quentes. A lavagem do cavalo deve ser feita no pico do sol, quando este estiver mais forte e longe de correntes de ar. Molhe o animal com uma esponja úmida e aplique o xampu.  

  Comece por baixo, primeiro os pés e por último o dorso. Depois, passe água abundantemente começando no topo e terminando nas patas. Retire o excesso com uma escova apropriada. Por fim, seque com uma toalha. Pode optar por fazer o cavalo andar para secar a pelagem. Desta forma vai diminuir as hipóteses de o cavalo se rebolar na terra para secar o pêlo.





Nenhum comentário:

Postar um comentário