11 de novembro de 2013

Equoterapia proporciona melhor qualidade de vida à Melhor Idade

Com o passar do tempo, o corpo vai se tornando mais frágil, os ossos enfraquecendo, as forças diminuem e o estímulo para atividades é quase que inexistente. A preocupação por qualidade de vida em pessoas acima de 60 anos mobilizou a equipe da Camaster Equoterapia a desenvolver um trabalho direcionado à Melhor Idade.
“O envelhecimento é a principal causa da perda de mobilidade e alterações das atividades cotidianas. Distúrbios articulares, doenças reumáticas, dor, desequilíbrios e problemas psicológicos, são as causas de imobilidade”, alerta a terapeuta ocupacional Luciane Garcia Padovani.  
A equoterapia é um importante método terapêutico, reconhecido pelo Conselho Federal de Medicina como método de reabilitação na área física, psíquica e social. A utilização do cavalo como recurso terapêutico promove a movimentação física auxiliando num grau de independência nas habilidades funcionais, a fim de minimizar e retardar a dependência de terceiros.
“Notamos que, através do passo do cavalo, são produzidos movimentos ao cavaleiro semelhantes aos da marcha humana. Além disso, utilizarmos técnicas específicas das áreas de fisioterapia, terapia ocupacional, psicologia e psicopedagogia, que contribuem para atingir resultados positivos como aspectos físicos, psíquicos e sociais, melhorando, assim, a qualidade de vida desses idosos”, diz a terapeuta.
Além do contato direto com o cavalo que promove carinho, afetividade e segurança ao praticante, o ambiente onde é realizada a equoterapia também oferece uma sensação de bem-estar por estar diretamente ligado à natureza. A atenção da equipe voltada diretamente ao praticante é um fator que completa os benefícios do tratamento. “O tratamento equoterápico com idosos realizado de maneira adequada e segura auxilia na reabilitação física como também na auto-estima e socialização, contribuindo para a prevenção, reabilitação e manutenção de suas atividades”.







Um comentário: